sexta-feira, 5 de novembro de 2010

FUTURO DO PRESENTE

Mando-lhe esta carta do passado. Um dia quando a encontrar, entenderá o porquê. Não consegui dormir e penso como te encontrarei. Como será você? Como serão seus olhos e o que eles me dirão? Você não é idealizado por mim nos detalhes mais passíveis de mudança - a imagem. Eu idealizo seu caráter, suas maneiras, seu jeito de me entender ou de se entregar pra mim. Não te conheço, mas já te pressinto. Nunca te vi, mas já te adivinho. 

E sei que de onde está, também é assim que se sente em relação a mim. Só não sabemos quando ou onde, mas sabemos que, sim, estaremos um dia frente a frente. E veja bem: eu já te amo. Não nos menores atavios, e sim nos indispensáveis detalhes. E quando me olhar, saberá que sou eu - porque o que há de ser tem a força de se impor. O seu amor por mim será indiscutível dentro de seu coração. Não te amarrarás nos preconceitos, na temporalidade, nos próprios medos. Será o homem que terá a força de me acompanhar. E a você, sem meias verdades, eu me entregarei.

Não sei porque se demora, mas sei que está no tempo correto. Não sei quando virá, mas tenho certeza que chegará na hora aprazada. Não sei onde nos veremos pela primeira vez, mas já são exatas as coordenadas deste local.

E quando ler esta carta [não idealizo em que tempo] saberá que eu te esperava e que guardava um tesouro onde se lê inscrito: "para ser entregue na alma". E lá estarei com o coração desembrulhado, sem papéis coloridos, sem fitas brilhantes, somente ele a te dar. Haverá um abraço e nada te perguntarei,  nem pedirei explicações por onde esteve antes que fosse meu.

Agora, numa garrafa brilhante, lanço ao mar esta carta e dormirei tranquila, porque sei que ela chegará ao seu destino.

8 comentários:

Anônimo disse...

Sorte terá o leitor desta carta.
Admiro-te! Profundamente.
Leio-te todos os dias.

Sâmia disse...

Olá "anônimo"! Obrigada pela admiração profunda e seja lá quem for, também agradeço pela leitura diária. Continue passando por aqui e sempre que quiser deixe algum recado.

Grata por seu carinho.
Sâmia.

Anjo do Rio disse...

Fiquei impressionado com esta tua carta. Parabens Samita querida, se antes voce ja morava no meu coração, imagina agora que conheci um lado teu que eu não imaginava. Gostei baiana, vou voltar outras vezes. Beijos no coração.

Louise Chérie disse...

É incrível com você consegue escrever o que vai na alma de cada um. Se coração é terra que ninguém pisa, temos que abrir uma exceção!

Marcelo disse...

O que é o tempo? O futuro é hoje daqui a pouco. O presente é agora e daqui a pouco não será mais. O passado, apesar de não voltar, molda nosso futuro.

O bom de ter colocado sua cartinha na garrafa é que não precisa selar e não será manuseada por ninguém até que o destinatário a receba.

Deixe sua carta na garrafa, mas mantenha seu coração dentro do peito.

Como sempre brilhou pelo texto!


Beijo,
Marcelo

Sâmia. disse...

Meus queridos!

Muito obrigada pelo carinho e atenção às minhas palavras. Você nem imaginam como é ler os comentários de vocês sobre algo que estava só aqui dentro de mim e sai em forma de arte. Parece que as coisas fazem mais sentido de se sentir.

Um beijo Luiza, Marcelito e LUIX [surpresa muito boa, só uma pessoa no mundo me chama de Samita].

Keury Rodrigues 2008.1 disse...

Mais uma vez suspirei...
Parabéns Sâmia, não somente pelo que escreves, mas pela capacidade de fazer de nós, leitores, seres iluminados e agraciados pelo toque de suas palavras...

Sâmia disse...

Keury,

Desejo, de coração, que eu tenha sempre alguma palavra que você possa usar quando precisar, viu?

Abração!!!
Sâmia.