segunda-feira, 12 de julho de 2010

RECEITA DE TUM-TUM-TUM TPUUUF!


Ingredientes:

  • Um rapaz bonito, de olhar lânguido e sorriso inapelavelmente descarado;
  • Uma moça boba o suficiente para se encantar com um rapaz bonito;
  • Escadarias de um prédio antigo da faculdade de Arquitetura;
  • Livros, muitos livros, caídos no chão;
  • Gentileza, bastante;
  • Atenção, bastante;
  • Distração, bastante;
  • Carência, muita;
  • Um dia claro, passarinhos nos fios de alta tensão, micos atrás de ninhos, bancos de alvenaria, diversas pessoas sem rosto;
  • O tempo passando em slowmotion;
  • Mãos frias;
  • Coração quente;
  • Riso;
  • Cheiro bom de lavanda.


Modo de fazer:

Desça as escadarias atrasada para encontrar uma amiga que vai te dar uns textos. Distraia-se com um barulho de carro na rua em frente à faculdade, olhe para os lados e derrube bem os livros. Fique chateada e comece a juntar tudo que caiu, derrube o que restou nas mãos. O rapaz bonito se aproxima e se encontra com a moça boba e nesta hora o coração aquece e acelera – entra aqui o tempo em slowmotion,a gentileza, a atenção e bate tudo com a carência. Com um pouco de sorriso inapelavelmente descarado, o olhar lânguido, o rapaz deixa a moça meio zonza. Ela pega nele e suas mãos estão frias: aumenta o sorriso do rapaz. Passa um vento bom, leva os cabelos dela e num suspiro é o coração dele que acelera ao sentir o cheiro bom de lavanda vindo da moça. Ambos são esquecidos por um tempo, muito mais que meia hora, uma hora, duas horas num banco de alvenaria, com o dia claro, passarinhos nos fios de alta tensão, micos atrás de ninhos e diversas pessoas sem rosto.

Sirva esta receita de Tum-tum-tum tpuuuf! a vida toda, rende para uma porção de gente. Rende para um mundo inteiro, uma vida inteira.

5 comentários:

Roberto Andrade disse...

Já tinha lido antes de você postar e gostei muito. Como é intergênero, serve o vice-versa. Troque a moça pelo moço e vice-versa. O coração baterá do mesmo jeito.

Bj.

Roberto.

Thiago Fiel disse...

Sem palavras..
Mto bommmm

Marcelo disse...

Esta é o tipo de receita daquelas que seguimos direitinho e no final descobrimos de deixamos de colocar uma pitada disto ou daquilo (que não foi mencionado na receita por ser um truque de quem é hábil na cozinha).

E aí ou a receita desanda ou produz algo que não esperávamos.

Neste ponto sempre temos duas alternativas: Ou jogamos a "mistura" fora ou empurramos goela abaixo.

Qual é a alternativa correta? Sinceramente não sei... Nem sei ao certo se isto irá acontecer...

O fato é que nunca saberemos se não experimentarmos, afinal de contas, grandes receitas surgiram de onde ninguém esperava...


Beijo.

Sâmia disse...

Bem... já sei! Nesta receita faltou o amor explícito, não é?
Você sabe que em mim e de mim sempre há/sai este ingrediente, mas prometo que nas próximas linhas deixarei claro que o amor é ingrediente indispensável na vida!!!

Um beijo! ;)

Anônimo disse...

Amei o texto! Receitas a vida tem dessas coisas, criamos receitas perfeitas mas, é ela qm escolhe a temperatura certa não é? amo ler o que vc escreve...