quinta-feira, 15 de julho de 2010

BICHO RUIM!

  • Mãe!
  • Huum?
  • Mãaaaae! Minha mãaaaaêeeee!
  • O que é, menina?
  • Tem um bicho no meio do meu peito esticando meu coração!
  • O que?!
  • É mãe... desde ontem eu sinto o bicho grudado aqui, ó!
  • Onde, menina?
  • Aqui mãe! Grudado, ó! Vê aí se tá sangrando...
  • Mas se vê cada uma... tô vendo nada não menina!
  • Afff, tu não sabe ver nada, né? Eu tô sentindo o buraco que o bicho tá fazendo desde ontem, tô sentindo um troço molhado no meu olho, quando eu respiro até incomoda e tu diz que num tem bicho nenhum? Eu quero é prova que não tem um bicho aí!
  • Ô menina... explica isso direito! Tu tá com um buraco no peito?
  • É...
  • O olho derramando alguma coisa quente?
  • É!
  • E quando tu respira incomoda? Sente até meio que doer?
  • É sim, mãe! É isso!
  • Ah... minha filha, é saudade!
  • Eu não disse que tinha um negócio aqui, não disse? buáaa.

Um comentário:

Louise Chérie disse...

A única coisa boa da saudade é que nos faz lembrar que temos a quem amar!