quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

MENINA DE 7

Aos 7 você é feliz. Se tudo ocorrer bem até o fim de semana você toma um sorvete. Se não, você fica de castigo por alguma teimosia que fez. Normal. Aos 7 estas coisas parecem gigantes e com ela somos completos.
Aos 7, os meninos são todos uns chatos! Estragam nossa brincadeira, acabam com nossas bonecas e não entendemos porque eles são tão babacas. Normal. Aos 7 os meninos não sorriem como Gianecchine ou George Clooney, mas depois de um tempo percebemos que eles ficam um pouquinho menos babacas e continuam a estragar nossas brincadeiras.
Aos 7 temos os dentes da frente todos tortos, mas jamais deixamos de sorrir. Aparelho? Nem pensar! Estética? O que é isso?
Aos 7 sambamos, corremos, subimos escadas [e o que mais der na telha] de biquine. Celulite deve ser inflamação na célula, né mãe? E ela responde: quando você crescer vai saber!
Aos 7 o short cabe, a blusa cabe, a calcinha pode ser bege, sutiã é aquela coisa apertada que mamãe usa para segurar aquilo que nem sonhamos em ter [e os meninos de nossa idade também não].
Aos 7 a amizade entre homem e mulher não existe porque não somos ainda nem uma coisa, nem outra. Então, aos 7, meninos e meninas são amigos e brincam até que se batam. Se você recebe uma bicuda aos 7 anos, as discussões de gênero passam longe. O negócio é descontar ou correr chorando pra casa.
Aos 7 você pinta o sete e ninguém diz que você pode estar drogado.
Aos 7 anos seu pai é Deus e Deus é um cara de barba. Papai-Noel também. "Mãe, Deus e Papai-Noel são a mesma pessoa?".
Aos 7 a morte é alguma viagem que fazemos. No restante de nossas vidas, porém, ela continua sendo.
Aos 7, ter 7 ou 14 anos faz uma diferença danada! Mas aos 21 anos tudo o que você pede é que apareça um cara com 28 de idade e uma mentalidade razoavelmente compatível com seus 21.
Aos 7 anos eu achava que todo mundo que tinha 30 era gente-grande. Ledo engano!
Aos 7 anos você tem uma melhor amiga chamada Luiza ou Cláudia ou Gabriela ou Ivana ou Juliana ou Delmara... aos 30 você passa a vírgula e tem todas elas.
Ninguém nasce para ficar nos 7 anos, né? Não, não mesmo.

7 comentários:

Nєfєя disse...

Ó VÍRGULA!
Bendita sois vós entre as mulheres, bendito é o fruto da vossa presença. Oh, Jesus!
Que assim, seja!
;D

Alan de Lima disse...

Aos 7 você pensa, depois se arrepende de pensar.
(:

rockdepapel.blogspot.com

Marcelo disse...

Aos 7 eu não dava conta de minha existência... Não tenho lembranças... Aliás, não me lembro do que comi ontem (coisa muito comum numa idade 6 vezes mais do que 7... rsrsrs).

Adorei o texto!!!


Beijo.

Alcides disse...

Sua cara este texto, dúvidas e certezas eternas, desde os 7 anos, rsrsrs!!! Grande Beijo

Dá uma olhada no blog do meu irmão, muito legal
Acessem e leiam: www.breveshistorias.zip.net


Junior

Louise Chérie disse...

Aos 7, eu achava que o corredor daqui de casa era uma passagem secreta para o infinito, de tão imenso...Hoje ele diminuiu um pouco, junto com a ilusão de que tudo o que precisava ser visto olhando para cima era aquilo que eu queria alcançar....

vfagus disse...

Muito bom! Mas eu não atrapalhava as meninas quando eu tinha 7 anos não...

flores ao caminhar... disse...

E Aos vinte e poucos vc pode econtrar uma boa parte das q levará para sempre!!! Gente grande? elas são chatas rsss