terça-feira, 1 de novembro de 2011

DIA DESSES, NO BAR...

_ Hey Tchonga, beleza parcêro?

_ Beleza, meu véi! Cês tão falando de que aê?

[Tchuplá - dá uma tapa na mesa de ferro do bar]

_ Oxen, miséra... paquê isso? Quer chamar atenção, pinta as cores do Vicetória nos peito e vai ver o jogo do Bahêa em Pituaçu, pai...
_ Foi mau...

_ Além da vida dos outros, a gente tá falando de como falar da vida dos outros! rsrsrsrsr

_ E quem num fala...? 

_ Rapazzzzz... taí, boa pergunta!

_ Diz aí, Traçado, se a gente tudo fosse jornalista, até ganhava pra falá da vida duzôto, né não pai?

_ Negoçu gostoso é a disgrama da fofoca: você começa a comentar, sem maldade niúma, niúma, niúma, quando vê, já tá lá dando os veredicto nas briga de casal; quem chifrou quem, quem virou pras outras banda de lá ele lá... é só começar até a língua entortar.

_ Eu é que não gosto dessascoisa! - abriu a boca, o tal de Nicuri - Pá mim, vida du zôto é vida du zôto e o nome já diz.

[Gar-ga-lha-da geral]

_U que, Nicuri?! Intão cê tá querendo dizer aqui, na cara da gente, que tu num gosta da vida duzôtro?

_ É sim... eu não gosto dessas coisa de ficar falando pelas costa, falando mal, comentando, num sei quê... 

_ Oxe, peraí que eu quero ouvir essa novidade! - Chegou Fedô de Sunga com a mão no queixo e o braço por cima do outro - então você virou crente, né? Mas foi de ontem pra hoje, num foi?

_ Eu quero é ver quem é esse homi todo aqui que vai me dizer, jurando por de cima da fita do Senhô do Bonfim, que nunca falou da vida de seu ninguém, viu?! De seu ninguém papá!  - Gritou no mêi do bar, Traçado.

_ Pois eu acho um absurdo esses negócios de disse-me-disse.

_ Acha nada! Se achasse mesmo não tava se juntando com Zói pra falar que Dona Pina gosta de roubar nos pastel, né não? Por acaso você tem prova, véi? Dona Pina é rica pra tá botanu 5 quilo de camarão dentu da miséra do pastel?!

_ Ah... mas eu falei dela porque ela gosta de tirar vantagem mermo. Ontem mermo eu soube que ela disse a seu Vivi que...

_ E quem te contou isso? Tu soube como? Tava falando com quem??? Tá venu, tá venu? Ninguém escapa não!

_ Mas ela falou de mim primeiro!

_ Conta ôta, pá cima de ôto, Nicuri! Falá mal dos outros, porque os outros falou mal da gente não é falar mal, né? 

_ Chega lá e abre! Joga a merda no ventilador, não é porque mudou a modalidade de falá mal, que num é falá mal. - gritou Tchonga.

_ Oxi..., Dona Pina disse que eu gosto de pegar as coisa fiado e num pagá. Onde é que ela viu isso?!

_ Deve ter lido no caderninho que ela tem anotado, né não? uhauhauhauha - Riu-se Fedô de Sunga.

_ E aquela malinducada, anafabéta, sabe escrever?

_ Hum... já saquei a coledemermo... tá murdido porque tá sem razão!

_ E o sinhô, acha o que Piloto? - perguntou Tchonga ao dono do bar.

Piloto, que até então estava calado, respondeu:

_ Eu não acho é nada! Nessas coisa é melhor nem começar. Vocês que são entendido, que se entenda!

_ Taí, um cara que sabe das coisa!


P.s.: Qualquer semelhança é mera coincidência?
P.s2: Imaginem as falas do jeito que a galera de "Ó pái, ó" faz.
P.s.3: Os erros gramaticais e afins são propositais. Se não for, no meio de tudo isso, vocês nem vão desconfiar.
P.s.4: Ah... ria, vá! Você também fala um pouquinho da vida dos outros!

Um comentário:

Nєfєя disse...

KKKKKK³ Divertidíssimo. A filha já ta feita. Plantou a árvore? Pq tá faltando o livro....